CONTRACTOS E CONSENTIMENTO SAO A RAZAO DA ESCRAVIDAO MODERNA

Contratos Sociais- kate of gaia
A verdade é que este mundo funciona na base de contratos sociais. Infelizmente a
maioria das pessoas só se apercebe do aspecto físico do contrato pensando de que só
se trata de um acordo escrito numa folha de papel sem considerarem a intenção que
precede o mesmo.
A intenção é o que gera o contrato social
porque é o que resulta dos pensamentos que são pura criação do indivíduo.
Durante um único dia todos nós geramos inúmeros «acordos» e contratos utilizando
somente o hemisfério esquerdo analítico do cérebro. Eis a razão pela qual devemos
vigiar as nossas mentes analíticas programadas à exaustão pelo sistema de ensino,
media, religião, tradições etc.
Se alguém conseguir canalizar a tua intenção e poder criativo mental ao conseguir
manter-te a pensar numa linha de pensamento pré-programada – imagina o poder
que essa pessoa terá sobre ti.
Esta é a técnica utilizada na armadilha das licenças. Quando fazes um acordo ou
registas seja o que for, estás a fazer uma escolha e a aceitar o domínio de outrém
sobre a tua habilidade criativa que por acaso advém da tua natureza feminina e
divina.
Sempre que tiveres a intenção de fazer seja o que for, já estabeleceste um
contrato espiritual/mental.
O truque está no controlo da intenção e as distrações deste mundo servem
precisamente para isso.
Andas entretida(o) com os dramas emocionais do dia a dia? Se afirmativo então a tua
mente «pertence» ao mundo das ilusões. Tu não podes servir dois mestres; ponto
final. E quem são estes mestres?
Preto e branco. Não existem áreas cinzentas nesta questão, meio termo para a
virgindade, quase grávida, acordos parciais com o demónio. Neste jogo, ou estás
dentro ou fora, ou estás na cama com a puta da Babilónia ou corres com ela da tua
cama de vez. Deixa-me explicar doutra maneira. Se andas com um bilhete de
identidade fazes parte do sistema putéfio ou não? Se tiveres uma conta bancária, um
passaporte, um cartão da biblioteca etc. onde conste o teu NOME, andas a brincar
com a puta ou não?
O que a maioria das pessoas não percebe é o facto de que quando CONCORDAM com
OUTRÉM, seja o que for, automaticamente firmam um contrato espiritual/mental
com essa coisa/individuo.
Deixa-me dizer isto outra vez.
Se estiveres de acordo com qualquer coisa ou alguém, estás automaticamente
abrangida(o) pelas leis espirituais naturais e estás sob contrato e ligado à tal coisa ou
pessoa. Está suficientemente claro para ti ? Vou esperar uns segundos para que este conceito
entre na tua cabeça e para que possas perceber a dimensão do teu envolvimento com
o sistema que dizes detestar.
Se votares estás a doar o teu poder, pura e simplesmente, facto consumado, és
pertença de alguém, um escravo, encaixa, aceita e anda prá frente. Provávelmente
não vais gostar do que te disse, mas quem fez a escolha? Podes reclamar o que
quiseres sobre a tua situação aqui no plano físico mas isso não altera o facto de que
as TUAS acções e o que resulta delas são o resultado das TUAS intenções. O plano
físico é o EFEITO e o plano spiritual/mental a CAUSA, e a maior parte das pessoas
entende esta questão precisamente ao contrário via da programação intencional do
sistema e delírio dos que se escondem por trás das cortinas do poder (sociólogos,
psicólogos, escritores e demais atrasados mentais).
A humanidade é rápida quando se trata de culpar os outros pelos seus próprios
problemas.
Para cada causa existe um efeito (plano físico/material) e
para cada efeito existiu uma causa (plano espiritual/mental)
O que é difícil é as pessoas aceitarem o facto de que estão envolvidas a todos os
níveis voluntariamente, intencionalmente ou por ignorância a todas estas leis
universais.
Enquanto continuarmos a concordar com o comércio
estaremos sujeitos aqueles que controlam o dinheiro.
Portanto não te ponhas para aí a desculpar sobre a tua situação em particular porque
eu próprio já passei por essa luta mental até que decidi crescer e aceitar a
responsabilidade de todos os meus contratos e trabalhar diligentemente para
remover toda a ignorância que me oprimia até chegar onde cheguei hoje.
O outro aspecto que as pessoas não entendem é que vivem num estado mental
polarizado.
Quando considerares que algo é mau e só mau, estás polarizada(o) e
desiquilibrada(o) e não conseguirás vislumbrar além do teu nariz.
Só quando conseguires ver ambos os lados, o bom e o mau em tudo,
o que nunca é fácil, é que começas a ver as coisas tal como elas são.
Eu próprio já tive de enfrentar situações extremamente demoníacas mas consegui
não só ultrapassa-las mas também analisa-las e obter o entendimento que agora
partilho contigo. Tudo depende sómente da tua perspectiva. Se a tua perspectiva
estiver polarizada para um lado ou outro, no instante que algo acontecer na tua vida
que seja contrária á tua opinião, automaticamente terás uma reação emocional, e
acabas numa luta esquerdina – ego-centrica que te distrai.
Lembra-te do seguinte: aquilo com que concordas, já contrataste (que pressupõe
condições subjacentes) .
Já mencionei inúmeras vezes a insanidade de alguns movimentos de homens livres
sobre a questão das terras e soberania do cidadão quando dizem a um macacouniformizado que não desejam entrar em contrato com ele, quando o mero facto de
serem portadores de «qualquer» documento já pressupõe a intenção inicial de
«sujeição». Estes são os ditos contratos que ainda não foram anulados no plano
físico e com certeza ainda não o foram no plano mental.
O mero facto de considerar a necessidade de uma licença
é suficiente para pressupor «sujeição» neste jogo.
Para começares a perceber este conceito, considera todos os acordos que já
estabeleceste na tua vida e logo verás uma pilha de lixo a formar-se à tua frente. O
próprio sistema de ensino serve para ensinar as crianças a «concordar com» – o resto
da informação é a cenoura. O curriculum é inferior à intenção da programação
mental. É fácil comprovar este facto, basta olhar para o primeiro teste que fizeste na
escola.
Quando tinhas de responder a uma pergunta baseada nos ensinamentos, tinhas de
concordar que existia uma resposta correta e uma incorreta de acordo com o que te
foi «ensinado por alguém» ou seja a tua «opinião pessoal» era irrelevante. Para
comprovares este facto basta perguntares a ti próprio o seguinte:
Se eu não presenciei os factos pessoalmente então trata-se da versão de «outrém»
com quem eu estou a concordar ?
tudo aquilo com que tu concordas mas não presenciaste pessoalmente
estás a concordar com a ideia de realidade de «outrém»
e então esta permissa tem funcionado para ti ? Quem criou as escolas, os governos,
os mecanismos da sociedade e como são mantidos? A resposta é simples, não foste
tu, mas a verdade é que concordas com todas estas ilusões simplesmente para não te
chateares. Falando da armadilha perfeita…
Este o fulcro da questão que todos temos de aceitar se quisermos libertar as nossas
mentes dos programas que são cuidadosamente cultivados nas nossas mentes e que
são detrimentes para a nossa existência espiritual. Basta que te perguntes porque «
és o que és» e porque «fazes o que fazes». O cenário mais provável é que pertences a
alguma religião porque a tua família também pertence, as tuas ideias politicas foram
plantadas pela sociedade e as tuas crenças são baseadas naquilo que te foi ensinado
nunca tendo em consideração a tua opinião pessoal. E como nos libertamos desta
parvoice?
Libertas-te quando começares a negar, questionar e contradizer
tudo o que alguma vez pensaste ser verdade.
Se a ideia não é/era tua, então estás/estiveste de acordo (em contrato) com algo ou alguém.
Já mencionei este assunto noutras publicacoes minhas intituladas «Escolhas» e «Eis, uma tela em branco».
É impossível saberes onde vais se não souberes donde vens senão falta-te o leme de
referência para dirigir a tua vida. Eu já limpei a minha memória ram de todo o lixo
que me foi ensinado e já fiz o reboot.Já foi dito o seguinte: se o teu olho te ofende, arranca-o.
Os ditos não são para ser lido literalmente porque são … todos …alegóricos
O que te está a tentar dizer é o seguinte. Se estás a fazer algo que cria um problema,
pára de o fazer.
Sendo assim, quem está a criar os problemas da tua vida? Se a tua resposta não foi
«eu próprio(a)» então ainda estás polarizado(a) e tens um longo percurso de limpeza
mental a fazer e não tens hipótese de perceber o que estou a dizer.
Este é um jogo de realezas de luz ou escuridão, «formas de pensamento» que são
manifestadas e cuja existência depende literalmente e únicamente da nossa
aceitação mental das mesmas.
Eu simplesmente decidi não fazer parte destes acordos obscuros e decidi que a
minha realidade só envolverá acordos cujas responsabilidades assumo mas que são
feitos só sob minha consciência plena e minhas escolhas lúcidas e esclarecidas. (os
presumidos acordos feitos por entidades obscuras sob o pretexto de assunção e
presunção em meu nome mas sem o meu conhecimento direto, consciente e
esclarecido são nulos na minha lei mental – devolvo todas as pragas aos seus
criadores !.)
Isto até é bastante simples, o problema é que o ego não gosta de coisas simples.
Só aceita coisas complicadas que envolvam as emoções: distrações, drama, trauma
etc.
Eis o conceito fundamental do diabo do mar azul e profundo de Scylla e Charibdis que
utiliza a artimanha dos detalhes para destruir bocadinho a bocadinho a tua mente
(gradualismo) até que a tua própria ignorância afunda o teu próprio barco. Só no
meio é que consegues ver ambos os lados da moeda, a cabeça e a cauda do dragão
que tem possuído a tua mente durante tanto tempo.
Tens agora a oportunidade de concordar ou não com esta insanidade, eu já decidi que
…basta!
Só tu próprio(a) podes definir esse limite. A única coisa que eu posso dizer sobre esse
limite é o seguinte:
Vais ter de te deitar na cama que fizeres – e ou te deitas com aquela puta que já foi
prá cama com toda a gente antes de se deitar na tua cama ou os teus lençóis serão
puros e brancos. Eu escolho a última hipótese. Não te deixes enganar. Este jogo não é
para os fracos de coração. Irás ser testada(o) até aos teus limites mas nunca além
desse ponto. Serás testada(o) até onde for necessário para compreenderes este
conceito, e serás tu a decidir qual o grau de dificuldade do teste, escolherás entre ser
repreendida(o) com uma pena ou levar com uma montanha em cima. O que torna
tudo isto mais fácil para mim é saber que já não faço parte de um sistema que utiliza
o meu consentimento ignorante para matar crianças sob o pretexto da moral quando todos sabemos que governo significa comércio. Já ultrapassei a ilusão dos taiscurandeiros espirituais que continuam na cama com a puta da babilónia, eis o

contrato original que anula toda e qualquer intenção mental contratual. Não podes
«ter» o bolo e comê-lo. Esta é uma escolha difícil mas a verdade é que: Eu dou mais
valor á minha natureza espiritual que é infinita do que ás manifestações físicas que
duram sómente uma existência. A escolha é tão simples como isto: ou pegas nestes
dádivas e as utilizas nesta existência ou então vais ter de repetir tudo numa próxima.
Só terás de te perguntar se serás feliz no infantário outra vez ou se estás pronta(o)
para passar o teste e passar para o próximo grau. Não há pressa, o resto do universo
continuará á espera pacientemente, seja qual for a tua escolha. Só sei que agora
estou consciente das minhas escolhas e observo diretamente os seus efeitos
claramente na minha vida diáriamente. Tu também podes fazê-lo, a escolha é tua.
A puta da Babilónia ou tu ? Escolhe.
Muito carinho
kate of gaia                                              Kateofgaia.com

Advertisements

About viverlivre

nasci no meio das pedras algures no meio do milho mas vivo debaixo d'agua numa gruta cheia de sapos.
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s